Quem Pode Fazer a Cirurgia Bariátrica?

O número de obesos no Brasil e no mundo vem aumentando a cada dia. Esta condição pode se tornar perigosa e prejudicar a vida de milhões de pessoas. Por isso, a cirurgia bariátrica vem se tornando uma forte aliada para quem sofre com este tipo de problema. No entanto, alguns cuidados precisam ser tomados. Afinal, quem pode fazer a cirurgia bariátrica? Quais seus pontos positivos e negativos? Vamos entender um pouco mais sobre este procedimento.

O que é cirurgia bariátrica?

Também chamada de Gastroplastia, Cirurgia da Obesidade ou cirurgia de redução do estômago, a Cirurgia Bariátrica nada mais é do que uma plástica no estômago. Seu objetivo é reduzir o peso de pessoas que possuem IMC muito elevado.

cirurgia bariátrica quem pode fazer?

Quem Pode Fazer a Cirurgia Bariátrica?

Engana-se quem pensa que qualquer pessoa acima do peso pode submeter-se a este procedimento. A cirurgia é uma opção para casos específicos e deve ser decidida em conjunto com um médico dependendo da gravidade do quadro de cada paciente. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a cirurgia bariátrica é recomendada para pacientes com IMC acima de 35 Kg/m², que sofram com situações como hipertensão arterial, apneia do sono, aumento de gorduras no sangue, diabetes e problemas articulares. Além disso, o procedimento é indicado também para pacientes com IMC maior que 40 Kg/m² que não tenham tido sucesso em perder peso por meio de outros métodos e tratamentos.

Além de preencher ao menos alguns dos requisitos listados acima, antes de optar pela cirurgia bariátrica cada paciente e cada caso deve ser avaliado individualmente. Como precaução, todos que optarem pelo procedimento precisam submeter-se a uma completa avaliação clínico-laboratorial que inclui aferição da pressão arterial, dosagens da glicemia, lipídeos sanguíneos e avaliação das funções hepática, cardíaca e pulmonar.

Há outros fatores que precisam ser levados em conta. Um deles é diz respeito a pacientes que se mostram instáveis psicologicamente. No caso deles uma preparação diferenciada precisa ser feita, já que podem apresentar quadros como hipoglicemia taquicardia ou sensação de mal-estar, colocando em risco a intervenção cirúrgica e a sua eficácia em longo prazo.

Confira também: Dieta Pós Cirurgia Bariátrica: Líquida, Pastosa e Sólida

No caso das mulheres que se submetem à cirurgia bariátrica, elas precisam esperar, no mínimo, de 15 a 18 meses antes de engravidar depois de realizarem o operatório. Isso porque a grande perda de peso logo após o procedimento pode trazer complicações para a gravidez prejudicando o crescimento do feto.

Em alguns casos mais extremos, uma cirurgia plástica para retirada do excesso de pele é necessária após o procedimento de redução do estômago. Esta segunda cirurgia estética só deve ser feita quando a perda de peso estiver estabilizada, o que costume ocorrer cerca de dois anos após a cirurgia bariátrica.

É importante lembrar que a cirurgia de redução de estômago pode trazer muitos benefícios, mas apenas ela não basta. É preciso manter uma rotina saudável mesmo depois da intervenção cirúrgica, além de cuidar da alimentação para levar uma vida saudável e sem riscos.

Esperamos que suas dúvidas tenham sido esclarecidas, boa sorte nessa nova fase da vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *