Tipos de Cirurgia Bariátrica: Quais as Diferenças?

O número de obesos tem aumentado a cada dia e uma dos tratamentos é a cirurgia bariátrica. Conheça os tipos.

A parcela de brasileiros obesos ou com sobrepeso cresceu 54% entre 2006 e 2013: eram 11% do total da população e hoje já passam dos 17%. Os dados foram fornecidos pelo Ministério da Saúde. A classificação é feita com base no IMC – Índice de Massa Corporal (obtido dividindo-se o peso – em quilos – pela altura ao quadrado – em metros). Com isto, tem crescido bastante a procura por vários tipos de cirurgia bariátrica.

São elegíveis para a cirurgia bariátrica, também chamada de gastroplastia, cirurgia de redução de estômago e cirurgia da obesidade, os pacientes com IMC acima de 35 kg/m2 que tenham problemas como apneia do sono, diabetes tipo II, hipertensão arterial, aumento do teor de gordura no sangue e problemas articulares ou os pacientes com IMC acima de 40 kg/m2 sem outras intercorrências clínicas, que não tenham tido sucesso com outros tipos de tratamento.

tipos de bariátrica

Tipos de Cirurgia Bariátrica

São basicamente três os tipos de cirurgia bariátrica. As intervenções que apenas alteram o volume do estômago são chamadas restritivas: os métodos são a gastroplastia vertical com bandagem (ou cirurgia de Mason), gastroplastia vertical em sleeve e banda gástrica ajustável. Nestes casos, a perda de peso ocorre pela redução dos alimentos ingeridos.

Nas cirurgias mistas, ocorre a redução do estômago e também um desvio do trânsito intestinal. Os pacientes passam a comer menos e também absorvem menos nutrientes, que permanecem pouco tempo no estômago e não são plenamente digeridos. Estas cirurgias bariátricas podem ser apenas restritivas ou predominantemente disabsortivas. Nestes casos, ocorrem alterações bileopancreática que chegam a reduzir o peso em até 40%, mas podem prejudicar os pacientes, com a menor absorção de vitaminas e minerais. A diarreia pode ser uma complicação nas cirurgias mistas, especialmente quando é feita a derivação bileopancreática, em que 85% do volume do estomago são retirados.

Na cirurgia de Payne, ocorre um desvio do trânsito intestinal sem que se façam alterações no estômago. É uma cirurgia bariátrica de exceção, indicada apenas para pacientes com obesidade mórbida que não reagiram a outros tratamentos, já que a nutrição fica bastante comprometida.

cirurgia bariátrica

Como é o Pré Operatório?

Os pacientes precisam se submeter a uma série de exames clínicos e laboratoriais antes de se submeter à cirurgia bariátrica. Os médicos avaliam as características do sangue, as funções cardíacas, renais e hepáticas, a pressão arterial e colhem muitas outras informações.

O estado emocional também é muito importante. Pessoas com obesidade não ganharam os muitos quilos extras apenas porque adoram comer e comem muitos alimentos de má qualidade, como frituras, por exemplo. Existem distúrbios hormonais e psicológicos que determinam a condição. A cirurgia bariátrica, apesar de oferecer elementos estéticos que podem melhorar a autoestima, é fundamentalmente para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *